Translate

domingo, 1 de fevereiro de 2015

13 segredos que tentam esconder de você Segredos que empresas e governos não querem que você saiba por nada!

Fonte: http://mundopocket.com.br/13-segredos-que-tentam-esconder-de-voce/

Além de que um dia todos nós vamos morrer, outra coisa garantida é de que sempre estão escondendo alguma informação da gente. Depois que comentei aqui no blog sobre 25 fatos assustadores que esconderam sobre o desastre de Chernobyl (veja aqui) e sobre os 16 segredos do McDonalds (veja aqui), fiquei mais esperto em relação a algumas coisas na vida.
Parece loucura, mas não é, infelizmente hoje temos que desconfiar desde o dinheiro que a gente ganha até a água que bebemos. Por trás de muitas coisas existem vários segredos – segredos que empresas e governos não querem que você saiba (ou perceba) por nada. Confira 13 segredos que tentam esconder do povo retirados de uma matéria na revista Superinteressante:

1. Na verdade você só recebe 7 meses de salário por ano

impostômetro
Na teoria, deveríamos ganhar 12 meses de salário todos os anos certo? Mas na realidade, as coisas não funcionam bem assim. Cinco desses doze salários vão inteiramente para o governo brasileiro. Por exemplo:  de acordo com o IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário) um cidadão que ganha R$ 3.000,00 por mês destina mais de 40% de seu salário em impostos e outras taxas. Apesar de o Brasil não ser o país com maior carga tributária do mundo. O líder desse ranking é a Suécia. Temos AQUI um pequeno detalhe que faz toda a diferença, lá na Suécia há um retorno de todo esse dinheiro pago em impostos, como qualidade na educação, segurança e saúde. Já aqui no Brasil …..

2. Insetos fazem parte de sua refeição diária

comida-insetos
Isso eu digo com propiedade, pois já participei do processo de elaboração e produção de um produto em uma empresa alimentícia. É quase impossível que ao longo de várias etapas de produção de um alimento industrializado ele não acabe sendo contaminado com pedaços de insetos. Mas calma, eles são bem pequenos, alguns chegam a ser em níveis microscópicos. Por isso, recentemente a Anvisa publicou um documento no qual sugere que para cada 100g de alimento, exista no máximo 10 fragmentos de insetos.

3. O nosso querido Chocolate está ameaçado de extinção!

chocolate destaque_17333_40812
De acordo com estudos realizados no solo da África, principal produtora de cacau no mundo, daqui a 20 anos o chocolate será tão raro quanto o cacau. O cacaueiro costuma crescer em florestas, à sombra de árvores mais altas. Contudo, os produtores estão derrubando essas outras árvores para plantar mais cacaueiros. Embora a colheita aumente, o solo fica ressecado e erodido pela forte luz solar, o que ao longo prazo trará sérios problemas para os amantes do chocolate.

4. A Rússia possui mais de 40 cidades secretas

russia
Essas cidades não apareciam nos mapas até o final dos anos 80. Hoje, sabemos de sua existência, mas só é permitido entrar nelas com autorização do Ministério da Defesa e/ou Agência de Energia Atômica Russa. Juntas, essas cidades abrigam mais de 1,5 milhão de habitantes. Entre as mais famosas estão Kraznoznamensk, Ozyorsk e Vilyuchinsk.

5. Carne de boi é feita com fezes

carnes de boi
Há um forro de serragem, sabugo de milho triturado, feno e casca de arroz nos galpões de criação de aves. Essa mistura fica cheia de fezes, bactérias penas e resíduos de medicamentos. O gado no Brasil era alimentado assim até 2004. Contudo, a prática foi proibida, pois o gado geralmente se infectava com proteínas relacionadas à encefalopatia espongiforme bovina – a doença da vaca louca. Mas em países como os EUA, essa prática é permitida. Além disso, lá as aves comem olho, cérebro e intestino de boi, que acabam sendo ingeridos, juntos com fezes, pelos próprios bois.

6. Impressoras a laser são altamente poluentes

Curso-de-Manutenção-de-Impressora-Laser-Jato-de-Tinta-Multifuncional
De acordo com pesquisadores da Universidade de Queensland, na Austrália, 17 modelos de impressoras a laser, incluindo marcas como HP e Toshiba, emitem uma alta quantidade de partículas ultrafinas, que quando inaladas podem causar problemas cardíacos e respiratórios, assim como tumores. A emissão de partículas varia muito de modelo para modelo, e não se sabe ainda a composição dessas partículas.

7. Coca-Cola e Pepsi possuem um “polêmico” ingrediente

coke-pepsi-cans-570x540
Alguns refrigerantes, como Coca-Cola e Pepsi, possuem uma substância denominada metil imidazol (4-MI), que está relacionada à incidência de câncer. De acordo com alguns estudos, uma lata de Coca-Cola no Brasil possui 267 mg da substância, 66 vezes mais do que a Coca-Cola californiana – e 9 vezes acima do limite estabelecido pelo governo dos EUA. O Brasil é o líder no uso da substância. Embora a empresa negue qualquer risco à saúde, ela decidiu cumprir a lei e mudar sua fórmula na Califórnia, diminuindo o uso da substância. No Brasil, a fórmula não será alterada.

8. Pão torrado pode ser perigoso para a saúde

paotorrado
Por mais inofensivo que possa parecer, pão torrado pode oferecer um alto risco para a nossa saúde. Segundo alguns estudos, quando alimentos ricos em amido (como pão e batata) são submetidos a temperaturas superiores a 120º, eles produzem uma substância denominada acrilamida, que pode causar câncer. Pesquisas foram realizadas em ratos, mas ainda não existe uma certeza que a substância tem o mesmo efeito em seres humanos. Mas na dúvida…

9. EUA e Rússia têm vírus que podem devastar o mundo
euarussia
No século passado, a varíola matou centenas de milhões de pessoas, e só foi erradicada com campanhas de vacinação no mundo todo. Embora o último caso tenha sido registrado em 1977, o vírus por trás da doença (Orthopoxvirus) está estocado em grandes quantidades nos EUA e Rússia, desde a Guerra Fria.
O arsenal norte-americano é mantido no Controle e Prevenção de Doenças, em Atlanta, e caso o vírus seja liberado acidentalmente ou em caso de guerra, traria terríveis consequências para a humanidade, já que a vacinação em massa foi interrompida há mais de 30 anos.
Além do vírus da varíola, os EUA também cultivam microrganismos ainda mais perigosos, como o da ebola e antraz. De acordo com o governo norte-americano, o objetivo é criar vacinas contra esses vírus.

10. Adoçante engorda mais que açúcar

adocante
Sempre que comemos ou tomamos algo calórico, como um suco, nosso organismo sabe que está ingerindo de fato algo bastante calórico. Quando tentamos enganá-lo adoçando algo com adoçante, na verdade causamos um “curto-circuito”. O corpo não obtém as calorias que esperava, e o cérebro dispara uma sensação de fome maior, fazendo o indivíduo comer mais. Em suma, mesmo sendo menos calóricos, os adoçantes causam um efeito colateral, que faz o indivíduo engordar.

11. Existe remédios na água da torneira

agua-torneira-3670
Quando ingerimos um medicamento, o organismo só aproveita cerca de 30% dele. O restante sai pela urina e fezes. Junto com elas, o medicamento vai embora pelo vaso sanitário. No entanto, os sistema de tratamento de água ainda não são preparados para retirar moléculas dos medicamentos, que acabam contaminando rios, lagos, reservatórios – até a água retornar para a torneira. Resumindo, junto com a água da torneira que você pode ingerir, você também está ingerindo indiretamente substâncias de remédios excretadas por outros indivíduos, claro que em uma quantidade muito pequena. Não há evidências de que isso pode causar danos à saúde humana.

12. O iPhone registra lugares onde você esteve

iphone-gps-app
Embora não haja evidências de que esses dados sejam enviados para a Apple, eles ficam armazenados em um arquivo e são transferidos para o computador quando este é sincronizado com o iPhone. Qualquer pessoa que tenha acesso ao computador sincronizado é capaz de acompanhar seus movimentos, onde quer que você esteja, minuto a minuto. De acordo com a Apple, o smartphone não rastreia seu usuário, e essa técnica é somente usada para melhorar a precisão do GPS, que só funciona com a autorização do usuário.

13. Quanto menos religiosa uma pessoa é, mais ela age por compaixão

fe
Não quero entrar no mérito de discutir religião aqui. E muito menos quero que isso aconteça com os leitores do MMP. Mas a verdade é que a maioria das religiões pregam compaixão com os próximos. No entanto, segundo um estudo, a maioria das pessoas religiosas não se importam muito com os outros.
Mais de 1330 pessoas tiveram suas vidas analisadas nos EUA. Segundo os pesquisadores, as pessoas menos religiosas se guiavam mais pela compaixão ao fazer um ato de caridade (como oferecer o assento no transporte público a estranhos). Entre os devotos, foi notado o inverso.
Outro estudo concluiu exatamente a mesma coisa. Mais de 200 pessoas participaram de um jogo. Cada uma delas recebeu uma quantidade de pontos que poderia ser trocada por dinheiro. A pessoa podia decidir se compartilhava ou se guardava os pontos. O estudo concluiu que nos menos religiosos, a compaixão pesou muito mais nas atitudes a favor do grupo. Entre os mais devotos, a compaixão pouco influiu. Acho que isse deve sofrer uma mudança de acordo com a cultura, país.

Nenhum comentário: