sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Rússia com planos de bases militares na Nicarágua, Cuba e Venezuela

A Rússia está planejando expandir sua presença 

militar permanente fora das suas fronteiras, 

colocando bases militares ou buscando permissão 

para navios da marinha para usar portos em 

 países estrangeiros, o ministro da Defesa, 

Sergei Shoigu disse na quarta-feira.

A lista inclui Vietnã, Cuba, Venezuela, Nicarágua, 

as Seychelles, Cingapura e vários outros países.

Shoigu em observações realizadas por agências de notícias russas
também revelou que os militares também estava conduzindo as 
negociações com a Argélia e Chipre. Ele disse que era essencial 
para a marinha russa para ser capaz de chamar nos seus portos 
para atender a seus navios.
Shoigu disse que a Rússia também estava conversando com 
alguns desses países, pedindo-lhes para permitir bombardeiros de
longo alcance para usar suas bases aéreas para reabastecimento
de combustível.
Presidente Vladimir Putin lançou um programa de modernização
militar maciça e procurou demonstrar o alcance global da Rússia
enviando navios da Marinha para o Mediterrâneo, América 
Latina e outras regiões.
Rússia de acordo com a Ria Novosti já tem acordos semelhantes com a Arménia, Tayikistán, Kirguizistán e Síria.
Da mesma forma, na península da Criméia da Ucrânia, a Rússia 
tem o posto avançado para a sua frota do Mar Negro.
O antigo primeiro-ministro ucraniano Viktor Yanukovich fugitivo
 era um aliado próximo da Rússia eo presidente Putin seu 
principal apoio.

Nenhum comentário: