Translate

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Penteado 'black power' impede rematrícula de aluno em escola de Guarulhos (SP). Escola quer aluno para fazer provas. Não quer estudante para aprender, nem questionar. Sai desta escola minha gente!


A gerente administrativa Maria Izabel Neiva, 37, diz que foi impedida de fazer a rematrícula do filho Lucas, 8, em uma escola particular de Guarulhos (Grande São Paulo). O motivo seria o penteado 'black power' usado pelo garoto.
Segundo o depoimento da mulher à polícia, a diretora do Colégio Cidade Jardim Cumbica, localizado no Jardim Cumbica, disse que o cabelo do menino é "muito grande e crespo."
A mãe do garoto afirma ainda que ele passou para a quarta série do ensino fundamental com boas notas e não há motivo para negar a matrícula. De acordo com ela, a diretora da escola já tinha chamado a atenção do menino por causa do cabelo dele em agosto. O motivo, segundo a mãe, é que o corte "não é adequado para a instituição de ensino".
Na terça-feira (3), a mãe do menino foi informada pela diretora que não havia mais vagas na escola para o período que ela pediu. A mulher, porém, diz que não recebeu nenhuma notificação formal da escola.
Reprodução/TV Globo
A gerente administrativa Maria Izabel Neiva, 37, diz que foi impedida de fazer a rematrícula do filho Lucas, 8
A gerente administrativa Maria Izabel Neiva, 37, diz que foi impedida de fazer a rematrícula do filho Lucas, 8
A mãe de outra aluna da mesma sala do menino disse à polícia que conseguiu fazer a rematrícula da filha no mesmo período solicitado e após a tentativa da mãe do garoto impedido.
Ao questionar a diretora sobre o caso, Maria Izabel disse que a diretora respondeu, em tom de deboche, era para ela marcar uma hora para conversarem.
A mulher diz que o único motivo para a diretora negar a rematrícula é o corte do cabelo de seu filho. Isso porque ela afirmou que não atrasou nenhuma mensalidade e o menino nunca teve problemas de comportamento ou disciplina.
Procurado, o Colégio Cidade Jardim Cumbica não comentou o caso até a publicação desta reportagem.

Para os que desconhecem o Inciso IV, do art. 3°, da Constituição Federal: "Promover o bem de todos, sem preconceito de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação." 
Então por que a preferência por determinados grupos? 
Para enfraquecer a nação para os que virão nos invadir? 
Dividir e conquistar, este é o lema dos últimos governos "civis".

Nenhum comentário: