domingo, 1 de dezembro de 2013

Grandes bancos financiam terrorismo. Eles estão acima da lei. Muito grandes para falir e muito grandes para serem processados.


Em depoimento perante o Comitê Judiciário do Senado na semana passada, o Procurador Geral dos EUA, Eric Holder, fez uma admissão extraordinária.
Respondendo a questionamento do senador republicano Chuck Grassley, que observou que não houve grandes processos de instituições financeiras ou dos executivos da administração Obama, Holder disse: "Estou preocupado que o tamanho de algumas dessas instituições tenham se tornado tão grande, que se torna difícil para nós processá-los; quando temos  indícios de que eles podem ser processados, com um peso da ação criminal, isto terá um impacto negativo sobre a economia nacional, talvez até mesmo a economia mundial ... "
Em outras palavras, os grandes bancos são tão economicamente importantes que, de acordo com Holder, é impossível processá-los para a atividade criminal. Eles estão acima da lei.
Esta mudança ocorreu durante uma discussão de liquidação do Departamento de Justiça no mês passado com o banco britânico HSBC, terceiro maior banco do mundo. 
O HSBC havia sido acusado de lavagem de bilhões de dólares para os cartéis de drogas mexicanos e colombianos. Em troca, para evitar acusações, HSBC concordou em pagar US $ 1,9 bilhão, ou os lucros de aproximadamente de dois meses. 
Altos funcionários dos Estados Unidos vetaram explicitamente qualquer acusação criminal, mesmo para valores menores do que a lavagem de dinheiro.

New York Times relata esta semana que megabanco HSBC escapou de processo criminal por lavagem de dinheiro, que provavelmente teria financiado terroristas e narcotraficantes. Por quê escapou? 
Porque os reguladores e promotores ficaram petrificados que uma acusação pudesse prejudicar todo o sistema financeiro. The Times cita fontes governamentais anônimas que confessaram os temores sobre trazendo acusações formais, pois isso seria uma "sentença de morte" para o banco. Então eles não o processaram. Isso mesmo, o HSBC está oficialmente acima da lei.Grande demais para falir.
Uma investigação durante um ano, descobriu que o gigante bancário britânico tinha burlado as leis federais fazendo lavagem de bilhões de dólares do tráfico de drogas mexicano e no processamento de transações proibidas em nome do Irã, Líbia, Sudão e Birmânia.

Nenhum comentário: