terça-feira, 15 de outubro de 2013

Snowden ficou em aeroporto russo porque Cuba vetou entrada devido ao medo dos EUA


O ex-prestador de serviço de uma agência de espionagem dos Estados Unidos Edward Snowden ficou preso na zona de trânsito de um aeroporto de Moscou porque o governo cubano recusou-se a deixá-lo voar da Rússia para Havana, publicou um jornal russo nesta segunda-feira.
Snowden, que é procurado pelos EUA por vazar detalhes de programas de vigilância do governo norte-americano, tinha planejado voar para Havana a partir de Moscou um dia depois de chegar de Hong Kong, em 23 de junho.
Mas o norte-americano, que acabou recebendo asilo de um ano na Rússia após passar quase seis semanas na área de trânsito do aeroporto de Sheremetyevo, não embarcou, embora tivesse um assento em seu nome no avião.
Citando várias fontes, incluindo uma ligada ao Departamento de Estado dos EUA, o jornal Kommersant disse que a razão foi que Cuba avisou no último minuto às autoridades russas para não deixarem Snowden embarcar no voo da Aeroflot.
O jornal disse que Cuba tinha mudado de ideia por pressão dos EUA, que desejam julgar Snowden sob a acusação de espionagem.
O Kommersant disse ainda que Snowden passou alguns dias no consulado russo em Hong Kong para declarar sua intenção de voar para a América Latina através de Moscou.
"Sua rota e seu apelo por ajuda foram uma surpresa completa para nós. Nós não o convidamos", disse ao Kommersant uma fonte estatal russa.
A Reuters não pôde confirmar de imediato a reportagem.
(Por Katya Golubkova)

Nenhum comentário: