Translate

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Guerra aos médicos! Diagnóstico e prescrição terapêutica são atos exclusivamente médicos por natureza. E sem as mínimas condições de trabalho do SUSto muitas vezes é impossível! De que adianta mais médicos se a carência não é deles, mas de hospitais dignos desde nome.




Quero deixar bem claro que como médico e profissional liberal me nego a aceitar diagnósticos ou dar sequência a qualquer conduta pré-estabelecida por profissionais não médicos, sejam eles oriundos do serviço público ou da iniciativa privada. Minha conduta é soberana e eu só assumo total responsabilidade pelos meus atos. Não aceito diagnósticos de quem não foi preparado para tal.

Dr. Humberto De Luna Freire Filho, no artigo Desobediência Civil dos Médicos.


A továritch Estella, também conhecida como excelentíssima presidAnta Dilma, frustrada em suas tentativas de trazer 6 mil de seus colegas guerrilheiros cubanos – e dizem que também venezuelanos – fantasiados com o Bastão de Asclépio para cobrir a estrela vermelha comunista, pela reação quase unânime – pois a unanimidade é sempre burra – da classe médica, resolveu declarar guerra aos médicos brasileiros mandando a Polícia Federal investigar a categoria que estaria tentando frustrar seu magnífico programa “Mais Médicos”.
Estella não tem só esta frustração: formada em economia, parece nada entender de sua profissão, pois junto com o Manteiga estão derretendo a economia brasileira. Incompetente como economista, incompetente como chefe do Executivo, tem que encontrar alguém a quem culpar pelos seus desmandos. Primeiro foi o antro de ladravazes chamado Congresso, que realmente não anda muito bem das pernas, agora tem os americanos traídos por Snowden a bisbilhotar até as poderosíssimas Forças Armadas brasileiras, sucateadas desde Collor, mas principalmente desde FHC, Lula e ela mesma. O que a NSA poderia espionar? Que o Exército brasileiro sobrevive à míngua com blindados de antepenúltima geração e meio expediente nos quartéis? Que a Marinha comprou mais uma sucata francesa pomposamente chamada de Navio Aeródromo São Paulo, que não sai da manutenção? Que nele deveriam pousar, mas não conseguem, aviões do século passado comprados usados do Kwait? Que a FAB está totalmente sucateada e seu ‘Programa FX’ vem sendo empurrado com a barriga desde FHC e que, provavelmente jamais sairá do papel enquanto este país não tiver um governo decente? Que praticamente transformou-se numa empresa aérea civil gratuita para as “otoridades”? Ou que o pomposo Programa Espacial depende deles mesmo, o que nem precisam espionar para saber. João Ubaldo Ribeiro (ver em meu blog) falou quase tudo sobre este affair.

Não podendo enfrentar uma potência que poderia, com um só de seus navios aeródromos de verdade acabar com todas as Forças Armadas brasileiras em menos de meia hora, Estella escolheu os médicos, cujas armas são o estetoscópio, o esfignomanômetro (não se assuste com o nome, Estella, apesar do nome esquisito, não morde, é aquela coisa que mede a pressão arterial), bisturis, pinças, etc.

Estella parece que esqueceu que há pouco tempo foram estes caras que lhe salvaram a vida e o farão outra vez se precisar.

Este desprezo dos guerrilheiros e terroristas pela medicina tem história e dou meu testemunho. 


Como estudante de medicina em 1967 e militante da Ação Popular quase me obrigaram a roubar, sim, roubar!, instrumental e material cirúrgico do Hospital Escola da minha Faculdade para uso das tropas guerrilheiras. 
Felizmente meu caráter me fez reagir em tempo e aí começou minha decepção com as esquerdas. Este hospital, Estella, não atendia presidentes, deputados e senadores, mas o povo pobre que vocês diziam defender, e o fazia mil vezes melhor do que o SUSto que os pacientes sofrem nesta mixórdia que vocês chamam de ‘medicina estatal’, na qual falta tudo, menos médicos abnegados que muitas vezes compram até esparadrapo e outros materiais do próprio bolso.

Assisti de cadeira o início desta barbaridade, quando os antigos IAp’s (Institutos da Aposentadoria e Pensão) criados por Vargas se transformaram neste monstro tentacular. Também tenho, sim, críticas aos governos militares, principalmente ao de Geisel que unificou a Previdência e nacionalizou a saúde ‘pública’. Jamais aceitei os cargos públicos que fartaram de me oferecer e tenho exercido minha especialidade como liberal.

E agora, pior que tudo, como vingança contra a reação das entidades médicas ao seu plano macabro de trazer guerrilheiros disfarçados, vetou os artigos sobre o Ato Médico como exclusivo dos médicos.

Estella, você e seus ‘luminares’ ministros têm idéia do que é saber fazer um diagnóstico
? De quantos anos de estudo de Propedêutica e Semiologia Médica precisam os médicos estudar para aprender uma das tarefas mais cruéis da medicina, o diagnóstico diferencial? Explico: frente a uma ‘simples’ dor de barriga o médico precisa ter muito estudo para saber qual órgão pode estar afetado, se do abdômen mesmo ou de problemas torácicos com dor abdominal reflexa. Um enfermeiro saberá fazer isto? Sem nenhum desrespeito à importante e abnegada profissão de enfermagem, auxiliares indispensáveis na terapêutica, mas jamais no diagnóstico. 
, não depósitos de pacientes esperando a morte.

Saiba Estella, que mesmo assim os médicos decentes se sentem mais culpados pelo eventual fracasso do que seus ministros pelos seus roubos. Como queriam nos obrigar a ser ladrões durante a ‘luta armada’ talvez esta seja a explicação pela qual os governos do PT estão prenhes de larápios, pois roubar em nome da ‘causa’ é justificável, claro que sempre sobra um pouco para a conta pessoal que ninguém é de ferro. E por falar nisto, e o cofre da amante do Adhemar? Onde foi parar a grana?

É verdade que muitos médicos faltam seus plantões, e isto é condenável e deveria ser passível de condenação por homicídio culposo, assim como sempre condenei greve de médicos. Mas uma minoria de safados não pode condenar a maioria dedicada.


Da próxima vez que precisar, továritch Estella, vá se tratar na sua adorada Cuba. Faça como Chávez!


http://www.midiasemmascara.org/artigos/governo-do-pt/14323-guerra-aos-medicos.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+midiasemmascara+%28MSM%29

Nenhum comentário: