sábado, 6 de abril de 2013

PARTIDO NAZISTA BRASILEIRO(PT): CRIANÇAS A PARTIR DOS 4 ANOS DE IDADE SERÃO OBRIGADAS A IREM À ESCOLA, PARA SEREM SUBMETIDAS À LAVAGEM CEREBRAL DO PT





O Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães ( alemão : Nationalsozialistische Deutsche Arbeiterpartei, abreviado NSDAP ), mais conhecido em Inglês como o Partido Nazista , era um partido político na Alemanha entre 1920 e 1945. Seu antecessor, o Partido dos Trabalhadores Alemães (DAP), existiu de 1919-1920.
O PARTIDO NAZISTA BRASILEIRO, conhecido como PT implementou a partir de ontem a Lei Federal 12.796, que obriga pais ou responsáveis a matricular as crianças na escola a partir dos 4 anos. Estados e municípios têm o dever (são obrigados) de garantir o atendimento da demanda, com prazo para se adequar até 2016.
Conforme explica a presidente da Undime (União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação) e secretária de Educação de São Bernardo, Cleuza Repulho, há expectativa de que aumente a demanda por vagas. Isso devido à obrigatoriedade de os pais matricularem os filhos e ao aumento da população. 
"É preciso pensar não só na criação de escolas como também de cargos na Educação. Será necessário contratar mais professores", destaca.
De acordo com Cleuza, o ingresso da criança mais cedo na escola traz benefícios a médio e longo prazos. "Vários estudos mostram que há melhor desempenho na vida acadêmica e no mercado de trabalho", justifica.!!!!!!!!
Na Alemanha nazista a educação além de transmitir aos alunos o conhecimento teórico, também os treinava política e militarmente. Em 30 de abril de 1934, Bernhard Rust, foi nomeado Ministro da Ciência, Educação e Cultura do Reich, amigo de Hitler e fanático nazista, demitido anteriormente do cargo de mestre-escola provincial por debilidades mentais(tal como vários ministros e membros do STF brasileiros). As escolas alemãs foram rapidamente nazificadas, os professores eram defensores ou membros do partido nazista, muitos foram treinados para transmitir a ideologia nazista(PTista).
A Lei do Funcionalismo Civil de 1937 dizia que os professores deviam defender as ideias nazistas e todos os professores juraram fidelidade a Adolf Hitler.
Durante a República de Weimar, as escolas públicas da Alemanha estavam sob o controle das cidades, e as universidades, dos estados. No regime nazista, todas as instituições de ensino não-privadas ficaram submetidas ao controle de Bernhard Rust, ministro da Ciência, Educação, e Cultura Nacional. 
Rust indicava os reitores e decanos das universidades, os quais eram eleitos formalmente pelos professores das faculdades. Ele também designava os dirigentes das uniões estudantis universitárias(UNE aqui no Brasil), às quais todos os estudantes deviam pertencer; e ainda das uniões de lentes, que abrangiam todos os professores. A Associação Nacional-Socialista dos Lentes Universitários, sob a firme liderança dos nazistas, tinha um papel decisivo na seleção de quem devia ensinar e verificação de se o ensino ministrado estava em conformidade com o nazismo.[5]
Como os nazistas consideravam as crianças o futuro do Reich, e o futuro que essas crianças construiriam era o que estava escrito no Mein Kampf, os professores eram instruídos a ensinar as crianças de modo que elas estivessem de acordo com os princípios educacionais, culturais e morais nazistas (PTistas)


Na avaliação da coordenadora do curso de Pedagogia da PUC (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo), Maria Estela Graciani, a população não teve tempo de fazer discussão aprofundada sobre o tema antes da aprovação da lei.  "Todas as atividades nesta etapa são encaradas como brincadeiras"(???), esclarece Maria Estela.
A Lei 12.796 incorpora à LDB (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional) emenda constitucional aprovada em 2009, que tornou obrigatório ao governo oferecer Educação Básica e gratuita dos 4 aos 17 anos de idade, assegurada inclusive para todos os que a ela não tiveram acesso na idade própria.
A nova lei ainda estabelece que a Educação Infantil - assim como os ensinos Fundamental e Médio - tenha carga horária mínima anual de 800 horas, distribuídas por no mínimo 200 dias letivos. O atendimento à criança(LAVAGEM CEREBRAL) deve ser, no mínimo, de quatro horas por dia para o turno parcial e de sete para o integral. Além disso, a pré-escola também deve fazer controle de presença dos alunos(PRISÃO), exigindo a frequência mínima de 60% do total de horas.(COMO INSTRUI O INSTITUTO TAVISTOCK)
A lei em vigor desde ontem também torna mais específico o atendimento que os governos devem prestar aos estudantes com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades ou superdotação(NÃO ESCAPA NINGUÉM!)

Pais podem ser responsabilizados por não buscarem vagas!!!!
O presidente da Comissão da Infância e Juventude da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de São Bernardo, Ariel de Castro Alves, explica que a nova legislação aponta o dever /OBRIGAÇÃO dos pais de matricular filhos a partir dos 4 anos na escola. "Caso não o façam, podem ser responsabilizados."
Se não houver vagas na rede, os municípios devem justificar por escrito o motivo e qual o prazo para que isso ocorra, incluindo a criança em lista de espera.

Ministério da Propaganda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ministério da Propaganda do Reich 
(em alemãoReichsministerium für Volksaufklärung und Propaganda - RMVP) foi um órgão de propaganda 
estabelecido em 13 de março de 1933 pelo presidente Paul von Hindenburg depois da tomada de poder pelo 
ministério ficou entre 1933 e 1945 sob o comando de Joseph Goebbels 
para dirigir e controlar a imprensaliteraturaartes visuaisfilmeteatro e música na Alemanha Nazi.
O controle no período nazista foi 
total sobre a cultura e a informação no país.

As escolas serão células que irão alienar as crianças. 
É uma maldade o que se faz. 
Se um adulto opta por ser radical de esquerda, 
não tem problema. 
Mas não se deve condicionar uma criança a isso. 
Não acho que o povo queira que seus tributos sirvam 
para aumentar os conflitos no futuro. 
Temos de orientar as crianças sobre a possibilidade 
de se integrarem ao mundo que está aí, 
ao mundo produtivo. 
O PT quer implantar uma sociedade socialista/comunista.
Quanta vontade de comunistar o Brasil!!!.
Quanto isso custa aos nossos bolsos?
Porque cofres públicos não existem se não forem abastecidos
com o dinheiro de nossos impostos.

Quem disse que o comunismo acabou? 
E quanto aos 5 países formalmente comunistas no mundo? 
São eles: China, Coréia do Norte, Vietnã, Laos e Cuba. 
E esse número pode subir, dependendo do critério utilizado[9].

Só a China, concentra quase 20% da população do planeta 
sob regime comunista 
e sua economia tornou-se a 2º maior do mundo, 
responsável pelo grande dinamismo da economia global. 
Será que a China não possui nenhuma relevância?
Aliás, se o comunismo acabou, 
por que ainda existem tantos partidos comunistas no mundo? 
O pessoal desses partidos não foi avisado?
Só no Brasil, há dois partidos comunistas formalmente, 
que inclusive, fazem parte da coalizão governante 
e do Foro de São Paulo: PC do B e PCB. 
Seus sites estão aqui: http://www.pcdob.org.br/ 
e aqui:http://pcb.org.br/portal/
além do site “Vermelho” http://www.vermelho.org.br/.
Muito pelo contrário, o risco agora é de surgimento da ditadura
capitalista, como se aventou na crise a criação 
de um banco central mundial o que tiraria a possibilidade 
de políticas econômicas soberanas por parte dos países. 
A Europa, por exemplo, já tem seu Banco Central universal...

Aqui há uma dupla confusão. 
Em primeiro lugar, o capitalismo não é um sistema político. 
É um sistema econômico.
Por isso, é possível juntar um regime autoritário 

(e mesmo totalitário e comunista) 
com o funcionamento da economia capitalista.
Já o comunismo é um sistema fundamentalmente político, 
mas que abrange economia, sociedade, cultura, religião etc.
Em segundo lugar, a criação do tal “banco central mundial” 
ou a existência do banco central europeu 
pouco tem a ver com o capitalismo em si, mas sim, 

está ligado a um projeto de centralização de poder, 
bem ao gosto dos metacapitalistas[10].
Neste ponto há uma clara convergência entre os grupos 

globalistas e comunistas. 
Ambos buscam um capitalismo altamente regulado

(do tipo fascista ou fabiano) 
e controlado por uma burocracia socializante.
Por outro lado, não há como negar que os dois grupos 

– globalistas e comunistas – 
são a essência mesmo da mentalidade revolucionária, 

que não tem outro objetivo, senão aquele da remodelagem 

e transformação da sociedade (com a destruição do cristianismo

 e dos valores ocidentais) mediante a uma estúpida 

concentração de poder político e econômico.

Nenhum comentário: