sexta-feira, 10 de agosto de 2012

New World Order(Nova Ordem Mundial) no Brasil. Donos de veículos terão que colocar sistema de identificação eletrônica até 2014 para o governo saber onde você vai, quanto tempo fica, perto de que ou de quem. Terminado o prazo, nenhum veículo poderá circular sem o sistema de identificação. O próximo passo será colocar o chip nos corpos, como Obama está fazendo nos EUA.


O Conselho Nacional de Trânsito publicou no Diário Oficial da União, nesta sexta-feira (10 de agosto de 2012), resolução que institui, em todo o território nacional, o Sistema Nacional de Identificação Automática de Veículos (Siniav). 
O sistema consiste na identificação de veículos por radiofrequência, por meio de dispositivo de identificação eletrônico instalado no veículo, antenas leitoras, centrais de processamento e sistemas informatizados.
De acordo com o cronograma do Siniav, o processo de implementação do sistema terá que ser iniciado, obrigatoriamente em todo o território nacional, até o dia 1º de janeiro de 2013 e concluído até 30 de junho de 2014. 
A resolução ressalta que, terminado esse prazo, nenhum veículo poderá circular sem esse dispositivo.
Eles esqueceram de dizer que: se é um sistema de radiofrequência, em qualquer lugar seu carro será localizado; basta sintonizar na frequência dele. Ou seja: você será monitorado 24 horas por dia, os sete dias da semana. 
Veja o que ele será capaz de fazer para monitorar todo  Brasil(Big Brother real):
Identificação das condições de tráfego em trechos de via onde existam antenas Siniav instaladas.

Elaboração de matrizes origem-destino de deslocamentos de veículos, praticamente em tempo real, com a instalação de antenas Siniav em pontos estratégicos de cada cidade.

Determinação confiável da frota circulante no país, por localidade, inclusive dos veículos emplacados em um município e que circulam exclusivamente em outro.

Obtenção de dados para o planejamento e gerenciamento de sistemas de transporte público, inclusive de sua frota de veículos.

Integração do Siniav com o projeto Brasil-ID (ligado a área fazendária), contribuindo com o mapeamento dos deslocamentos de cargas pelo país.

Maior controle da circulação de veículos na área de fronteira, já que os veículos brasileiros serão identificados ao sair do país. O sistema também possibilita a colocação da placa de identificação veicular eletrônica nos veículos estrangeiros que entrem no Brasil.

Realização de fiscalização (blitz) seletiva, com a identificação instantânea, por meio de uma antena Siniav, fixa ou móvel, dos veículos circulando em situação irregular, qualquer que seja a causa.

Fiscalização eletrônica de velocidade e da circulação de veículos em locais e/ou horários em que tal circulação for proibida.

Interoperabilidade na cobrança automática de pedágios em rodovias, permitindo que uma única placa de identificação veicular seja utilizada por todas as concessionárias. Caberá aos Detrans a implantação das placas de identificação veicular eletrônica nos veículos e os custos desse equipamento.

A marca dos bestas...

Nenhum comentário: