Translate

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

EUA sugerem que seus cidadãos adiem viagens "não essenciais" à BA. Nota adverte sobre condições de segurança durante greve da PM baiana. Texto relata saques, bloqueios a avenidas e "arrastões". O mundo está de olho na opressão no Brasil.

Uma nota assinada pelo Consulado dos EUA no Rio de Janeiro e publicada na sexta-feira (3) no site da Embaixada dos EUA no Brasil adverte os cidadãos americanos sobre a greve da Polícia Militar da Bahia e sugere que viagens que não são essenciais sejam adiadas.
A nota relata que a greve dos policiais no estado -em destinos turísticos e de negócios- começou em 1º de fevereiro e cita sobre relatos de saques, bloqueios de avenidas e "arrastões".
Não havia, até então, segundo a nota, relatos sobre ataques a cidadãos americanos.
saiba mais

As autoridades sugeriram que cidadãos americanos monitorem as notícias sobre as condições de segurança em Salvador e na Bahia e que considerem adiar viagens "não essenciais" à região até que as condições de segurança se estabilizem.

Leia a íntegra da nota, em inglês:

"This message is to alert U.S. citizens to security concerns stemming from a state-wide work stoppage by the Military Police in the State of Bahia that began on Wednesday, February 1. The areas affected include the popular tourist and business destination of Salvador.
There have been reports of store lootings, blockages of major streets and highways and of "arrastoes" (swarming or assaults by large groups of youths). So far, there are no reports of assaults on U.S. citizens in the area. Brazilian national security forces have been called in to maintain order and are reportedly already deploying into the city.
U.S. citizens are urged to monitor media reports about security conditions in Salvador and the State of Bahia and to consider delaying any non-essential travel to those areas until the security conditions have stabilized."



Nenhum comentário: