Translate

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Ainda existem homens no Brasil: “Não vou admitir política partidária”. O agora Ex-Diretor da Policia Civil - Onofre de Moraes.Onofre de Moraes aparece em vídeo dizendo que governador ainda seria preso pela Polícia Federal. VEJA mostrou tentativa de cooptação de testemunha



http://noticias.r7.com/brasil/noticias/diretor-da-policia-civil-do-df-pede-exoneracao-20120202.html

http://cbn.globoradio.globo.com/editorias/pais/2012/02/02/DF-DIRETOR-GERAL-DA-POLICIA-CIVIL-PEDE-EXONERACAO-DO-CARGO-APOS-DENUNCIAR-VICE-GOVERN.htm

Eles sabem do meu profissionalismo. Nunca pedi cargo a ninguém. Já deixei de ser diretor-geral três vezes em outras situações. Preferi não ser. Não quero apenas pelo cargo, gratificação e pela fotografia. Vou fazer. Prefiro errar fazendo, mas fazer e ser inovador. Trabalhar com autonomia.

As operações contra políticos vão continuar? Claro. Quem errar tem que pagar pelo erro.

Mesmo que envolva alguém do PT e do PMDB, partidos hegemônicos no governo?
Pode ser quem for. Não podemos ter preferência. Se eu não tiver autonomia, não posso e não vou comandar a polícia.

A greve é um motivo de preocupação? Sim. Temos que conversar, dialogar, atender. Vou estar diretor, mas sou delegado. E não vou me modificar. Sou o que sou e não vou mudar por causa de um cargo de comando.

Nenhum comentário: