terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Proteja seu bolso - Cartão de crédito: juros no Brasil são os mais altos da América Latina

SÃO PAULO – Os juros cobrados pelo rotativo do cartão de crédito no Brasil, de 237,9% ao ano, são os mais altos da América Latina, de acordo com levantamento realizado pela Proteste – Associação de Consumidores e divulgado nesta segunda-feira (2).

De acordo com a associação, mesmo se a taxa fosse a metade da atual, ainda seria maior que o dobro do segundo colocado entre os países pesquisados - Argentina, Chile, Colômbia, Peru, Venezuela e México -, conforme a tabela a seguir:





Taxas de juros na América Latina
País Taxa básica de juro Inflação Taxa real Juros do cartão de crédito

Brasil 11% 6,5% 4,23% 237,9%


Argentina 12,5% 9,7% 2,55% 50%

Chile 5,3% 3,7% 1,49% 40,7%

Colômbia 4,8% 4% 0,77% 28,5%

Peru 4,3% 3% 1,21% 40%

Venezuela 24% 28% -3,13% 29%

México 4,5% 3,2% 1,26% 36,2%
Fonte: Proteste

Principal fator de endividamento
Segundo a Proteste, o cartão de crédito tem sido o maior fator de endividamento dos consumidores brasileiros, pelo fato de as taxas cobradas no rotativo serem muito difíceis de serem pagas. “Ainda assim o rotativo cresceu 22% em 2011”, aponta a associação.

A entidade ressalta que o quadro preocupa, por atingir principalmente os consumidores que entraram recentemente no mercado de consumo. "Pessoas de baixa renda, entre eles, aposentados e pensionistas” diz a Proteste.

De acordo com a associação, parte da culpa desse endividamento é do processo de concessão de crédito falho, que faz com que muitas famílias contraiam vários financiamentos simultâneos e o valor das prestações supere até a própria renda mensal.

Segundo o último estudo feito pela Proteste, não pagar o valor total da fatura pode transformar uma dívida de R$ 1 mil em R$ 7 mil após um ano. O cartão usado como exemplo cobrava juros de 600% ao ano no rotativo.

Nenhum comentário: