domingo, 14 de agosto de 2011

Brasil. O país das drogas. Não sou filósofo, mas... Sou pai.

Ultimamente tenho visto recordes atrás de recordes de apreensão de diversos tipos de drogas no nosso país. Tem de todo tipo; crack, ecstasy, maconha, cocaína e muito mais.
Fiquei indignado ao perceber que se formos retirar todas as drogas do país, ficaremos com pouquíssimas coisas por aqui.

Exemplos não faltam, senão vejamos alguns tipos de “drogas” a mais que temos: as estradas brasileiras, que são responsáveis por uma legião de mortos, mutilados e seqüelados, fazendo o nosso país um país em guerra não declarada no trânsito; os políticos brasileiros, que infelizmente nem preciso comentar mais, dada à imensa quantidade de dados disponíveis; as casas do sistema habitacional brasileiro, que mais parecem celas de prisão, devido às suas pequenas dimensões; as igrejas que se transformaram num meio de arrecadação de dinheiro e negócios dos que ela frequentam (fato já denunciado na Bíblia nas portas dos templos); o jornalismo brasileiro que se transformou numa máquina gigantesca de lavagem cerebral, 1984-like, junto com o complexo político-industrial-financeiro, que hoje apenas fazem propaganda e marketing do establishment, não havendo compromisso com as divulgações de notícias que realmente sejam do interesse da população brasileira, ocupando todos os espaços da mídia e denegrindo a ação e trabalho dos verdadeiros jornalistas; os milhões de produtos vindos da China, entulhando nossas cidades com lixo metafórico e literal, de brinquedos até roupas e aparelhos eletrônicos, sendo uma versão suave dos mísseis, bombas e granadas nesta guerra comercial, destruindo as indústrias, o comércio e baixando o nível de vida dos brasileiros, devido à diminuição dos empregos e salários, além de gastos com mercadorias de qualidade insignificante.

No caso sistema educacional brasileiro os professores serão classificados como traficantes?

A caixa econômica federal será uma facilitadora do consumo?

A televisão brasileira será e deverá ser extinta por ser uma droga alienante, desinformadora, deformadora e deturpadora da sociedade brasileira?

Os policiais corruptos brasileiros serão expurgados com facilidade das suas corporações?

Os atores e atrizes dos respectivos canais de televisão deverão ser processados como traficantes e os produtores e diretores destas mesmas empresas como fornecedores de armas de destruição em massa, no caso da massa cerebral pensante da população?

O sistema de saúde brasileiro, que é vendido ao exterior como uma das maravilhas do mundo, quando na realidade sabemos das dificuldades de realização de tratamentos, falta de vagas nos hospitais e demora nos diagnósticos?

O Estado brasileiro irá pagar pensões pelos pacientes que morrem e que ficam seqüelados devido à sua ineficiência e /ou ineficácia?

Os milhares de produtos e aparelhos eletrônicos chineses que nos empurram, que quebram e não nos servem mais, deveriam ser devolvidos ao país de origem?

Os aditivos alimentares que são proibidos no resto do mundo, sendo liberados irrestritamente para consumo no nosso país, que trazem diversos distúrbios que vão desde alergias até cânceres, devem ainda ser permitidos pela ANVISA?

Resta a nós nos blogs, no papel, imprimindo, nos vídeos, na internet, cds, pen drives, dvds, blur-rays e via celular, conscientizar e defender nossos familiares, amigos e pessoas do nosso país, neste Dia dos Pais.

Não sou filósofo, mas... Com orgulho do meu filho, sou pai.

Divulgue, imprima, distribua, fale, comente. Não quero direitos autorais.




Nenhum comentário: